Campo de Trabalho – Parte 3

O terceiro dia do Campo de Trabalho amanheceu nublado.

Acampamento do Campo de Trabalho Montis, no Bioparque do Pisão

O grupo continuou os trabalhos iniciados no primeiro dia: manutenção de caminhos ao mesmo tempo que se promovia a limpeza da linha de água.

Entre uma e outra intervenção, houve tempo para conviver e repôr energias.

Depois de algumas horas de trabalho na linha de água, foi possível descobrir uma pequena cascata.

Relembramos que hoje, às 15:00, temos o Seminário FLORESTA, no auditório da União de Freguesias de Carvalhais e Candal, no âmbito do Tradidanças.

Esperamos por vocês.

Oficina no Campo de Trabalho

O Campo de Trabalho da Montis decorre a pleno vapor.

Ontem foi tempo de formar os participantes com mais um oficina de Engenharia Natural, dada pela Ecosalix.
Depois de uma manhã em sala, com a formação teórica, foi tempo de aplicar as técnicas aprendidas no campo.
Os formandos fizeram gabiões de pedra e paliçadas numa linha de drenagem na área em que se fez o fogo controlado em Fevereiro.

Ao fim da tarde, tiveram ainda oportunidade de colocar uma manta orgânica no solo, de forma a promover a retenção de solo e humidade.
Hoje, continuaremos a trabalhar no campo e amanhã à tarde teremos mais um seminário da Montis, desta vez em Carvalhais, São Pedro do Sul.

Campo de Trabalho

Ontem começou o primeiro Campo de Trabalho Internacional da Montis, que terminará no Domingo, 23 de Julho.

O dia começou com um passeio pelos Moinhos do Pisão e pelo Castro da Cárcoda.

Depois de uma pausa para almoçar e evitar as horas de maior calor, foi tempo de pôr mãos à obra.

 O segundo dia já decorre, com mais uma oficina de Engenharia Natural.

Teremos várias actividades durante esta semana de trabalho, mas também de convívio e lazer.

Juntem-se a nós no baldio de Carvalhais, em São Pedro do Sul.

Actividades de Verão

Com o primeiro Campo de Trabalho da Montis a decorrer, temos ainda mais actividades programadas para as semanas de Verão que se avizinham.

O passeio mensal de Julho vai ser no Rio Teixeira, no Sábado, dia 29. Este percurso será semelhante ao realizado no ano passado, e teremos várias oportunidades para nos refrescarmos nos vários poços do rio.

Duas semanas depois, a 12 de Agosto, teremos um dia preenchido com mais um dia de Voluntariado e a Noite no Carvalhal. Neste Sábado teremos oportunidade de aproveitar a jornada de voluntariado para preparar a Noite no Carvalhal. Garantiremos que os caminhos estão acessíveis e montaremos o acampamento para uma noite memorável. 

Estejam atentos ao nosso blog e página de Facebook, pois teremos mais detalhes em breve.

Seminário FLORESTA

Na próxima 5ª-feira, dia 20 de Julho, realizar-se-á o Seminário FLORESTA: Sustentabilidade e Rentabilidade na Biodiversidade. Este está integrado no Festival Tradidanças, a realizar-se em Carvalhais, em São Pedro do Sul, e começará às 15:00.

Aproveitando o Campo de Trabalho Internacional da Montis, a decorrer da próxima 2ª-feira até Domingo, dia 23 de Julho, este seminário também faz parte do programa do Campo de Trabalho.

Contamos convosco num seminário que contará com apresentações da Montis, da Verde Lafões, da Associação Transumância e Natureza (ATN) e do Baldio de Alvadia.

A entrada é livre, pelo que esperamos por vocês.

Gestão de Espécies Invasoras em Portugal

Na passada Terça-feira, dia 11 de Julho, realizou-se na Escola Superior Agrária de Coimbra o Workshop “Gestão de Espécies Invasoras em Portugal – Onde estamos e para onde queremos ir?“.

Esta foi uma iniciativa conjunta entre a Montis e a Nativa, que contou com a presença de cerca de 50 pessoas. Estiveram representados diversos projectos, que deram a conhecer aos presentes o que se tem feito em Portugal na gestão de espécies invasoras.

Abordaram-se vários pontos dentro desta temática, desde o que se faz actualmente no controlo de acácias, a novas técnicas de controlo, como os métodos biológicos. Neste campo, abordou-se ainda o potencial uso da casca de acácia como suplemento a substratos. O workshop foi abrangente, pelo que também se falou de algumas espécies invasoras animais.

Na parte da tarde, os participantes dividiram-se em três grupos, com o intuito de abordar esta temática de três pontos diferentes:

– Painel 1: Gestão e Conservação

– Painel 2: Novas abordagens e Investigação

– Painel 3 – Governança, Participação e Envolvimento

No fim da discussão por grupo, foi altura de partilhar as ideias com os restantes.

Foi um workshop profícuo, que lançou as sementes para que todos possam contribuir de forma mais activa e eficiente no controlo de espécies invasoras em Portugal.

De Figueira de Castelo Rodrigo a Vermilhas

Este fim de semana, a Montis dividiu-se em duas ações, o StixCamp em Figueira de Castelo Rodrigo e o nosso voluntariado mensal, em Vermilhas.

Carvalhal visto dos lameiros.

Entre os dias 6 e 9 de Julho realizou-se em Figueira de Castelo Rodrigo o Stix Camp, um workshop de educação aberta e ciência cidadã.

A Montis participou neste workshop, de estrutura aberta, onde se discutiram formas de envolver a sociedade na Ciência e de partilhar conhecimento e experiências de forma mais abrangente.

Esta iniciativa ficou ainda marcada pela inauguração da Plataforma de Ciência Aberta, em Barca D’Alva.

Aproveitamos estas oportunidades para dar a conhecer a Montis a mais pessoas e para com elas aprender novas formas de envolver a população no nosso trabalho.

Sábado, no carvalhal da Montis, em Vermilhas, dedicámos-nos aos trabalhos de gestão na propriedade.

O foco dos trabalhos deste dia foi a limpeza da linha água, com a remoção dos matos que já complicavam os acessos a este local. 
Fotografia da Família Figueiredo
Aproveitámos e refrescámos-nos enquanto observávamos a vida que se apresentava à nossa volta, como libélulas e borboletas.
O grupo de dia 8.
Não podíamos deixar de visitar o nosso miradouro ao longo da jornada de manutenção dos caminhos de acesso, que serão muitos úteis para a Noite no Carvalhal, de dia 12 de Agosto, que contará com diversas atividades durante o dia e noite com possibilidade de acampamento no carvalhal.

Rumo ao carvalhal de Vermilhas

Sábado, dia 08, iremos rumar ao carvalhal da Montis, em Vermilhas para mais uma acção de voluntariado.

O encontro é na aldeia de Vermilhas, Vouzela (40°39’30.4″N 8°08’54.3″W).

A equipa da Montis estará seguramente no terreno entre as 10h00 e as 16h00.

A todos os inscritos asseguramos um almoço ligeiro, equipamento de trabalho, seguro de acidentes pessoais e apoio durante todo o dia. Haverá tempo para trabalhar, conviver, passear e comer uma merenda.

Os programas são flexíveis, os participantes podem chegar ou ir embora a qualquer hora e combinar estas ações com um passeio pelas redondezas, por exemplo.

Inscrições e informações através de montisacn@gmail.com ou do nº 926277545 (Luís Lopes).

Até sábado.

Voluntariado Mensal

No Sábado, dia 8 de Julho estaremos novamente no carvalhal da Montis (e de todos os sócios), em Vermilhas para mais uma jornada de voluntariado.

Estaremos no terreno desde as 10:00 até às 16:00, pelo que podem aparecer quando quiserem. Como de costume, haverá merenda pelo meio.

Juntem-se a nós nesta actividade de agrofitness, e vejam por vocês próprios no que o carvalhal se está a tornar.

Como habitual, as inscrições são gratuitas, mas obrigatórias para efeitos de seguro.

Até Sábado.

Workshop Gestão de Espécies Invasoras em Portugal

No dia 11 de Julho vai realizar-se na Escola Superior Agrária de Coimbra o workshop “Gestão de espécies invasoras em Portugal: onde estamos e para onde queremos ir?“.

Este é organizado pela Invasoras, pela NATIVA e pela Montis, e destina-se a técnicos e gestores de projectos que envolvam espécies invasoras.

Os objectivos deste workshop são:

1) Reunir projectos que lidem com gestão de espécies invasoras em Portugal;
2) Discutir e compilar projectos e outras iniciativas de gestão de espécies invasoras em Portugal – o que correu bem e menos bem;
3)  Promover a discussão de forma a dar um contributo para uma abordagem mais estratégica da gestão de espécies invasoras em Portugal;
4) Discutir uma possível “rede” multi-institucional que fomente a cooperação e melhore a forma como se gerem espécies invasoras em Portugal.

O programa pode ser consultado aqui e as inscrições podem ser feitas aqui até 6 de Julho.